quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Fenaban melhora a proposta

Em reunião encerrada agora há pouco, em São Paulo, a Fenaban apresentou ao Comando Nacional dos Bancários, proposta para renovação da Convenção Coletiva Nacional.

Após 14 dias de greve, os bancários obrigaram os banqueiros a, finalmente, negociar e apresentar proposta que contemple mais do apenas a reposição da inflação.

Veja a proposta que será avaliada pelas assembléias de todo o país nesta quinta-feira, dia 8 de outubro:

ÍNDICE DE REAJUSTE: 6%
(incidindo sobre salários, vales gratificações e auxílios)

PLR
REGRA BÁSICA: 90% do salário reajustado + R$1024,00
(limitado a 13% do lucro líquido ou R$6680,00)

Caso a regra básica não atinja 5% do lucro líquido, multiplica até 2,2 salários, limitado a R$14696,00
(desconta os programas próprios)

ADICIONAL: 2% do lucro líquido, distribuído linearmente
(não pode descontar programas próprios)

PAGAMENTO
1ª PARCELA: 60% da regra básica + 2% do lucro líquido do 1º semestre, em até 10 dias da assinatura da Convenção.
2ª PARCELA: 50% da regra básica + 2% do lucro líquido anual (descontado o já pago) até 3 de março de 2010.

DIAS PARADOS
A proposta inclui a mesma redação da CCT 2008/2009, com possibilidade de compensação até 15 de dezembro de 2009.


O Comando Nacional dos Bancários orienta a aceitação da proposta para os bancários dos bancos privados. Nos bancos públicos continuam as negociações nas mesas específicas.



Um comentário:

Alexandre disse...

Pífia. a única palavra que encontro para definir esta imposição, ops, "sugestão" feita pela "cut". Não vejo esta proposta como melhor opção, creio que nossa luta é muito maior e muito mais valorosa do que as migalhas que nos ofereceram. Aceitar esta proposta seria concordar com o que ele sempre façam o que quiserem conosco. Sei que valemos mais.

Mais vistos

Arquivo

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO