quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

BNB lucra R$ 459 milhões

Mais um lucro extraordinário mostra que o Brasil é uma mina de ouro para os banqueiros. O ganho do BNB em 2009 teve um crescimento de 9% em relação ao de 2008 e ficou com R$ 459 milhões. De acordo com o balanço divulgado, R$ 325,1 milhões são referentes ao segundo semestre.

A recuperação de crédito, a redução da inadimplência, o desempenho na área de microcrédito e as novas fontes de recurso garantiram o resultado. Em relação ao mercado de capitais, o banco arrecadou R$ 2,3 bilhões, o que representa um crescimento de 342% em relação ao obtido em 2008.

De acordo com o anunciado, o BNB aplicou R$ 20,8 bilhões nas áreas de atuação em 2009, o que representa um crescimento de 51% em relação ao total obtido em 2008. São mais de 2 milhões de operações contratadas, com destaque para os financiamentos de longo prazo, que somaram R$ 11, 4 bilhões (26% a mais que no ano anterior).

Com o resultado, os funcionários esperam mais agilidade e compromisso da empresa em relação aos problemas enfrentados por clientes e empregados e reivindicam que a direção sente à mesa de negociação para tratar dos assuntos pendentes.

PROGRAMAS

Em 2009, o programa de microcrédito rural Agroamigo aplicou R$ 443,5 milhões em toda a área de atuação do BNB. Os valores estão no Pronaf (Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar). Ainda no ano passado, foram contratadas 356,8 mil operações pelo Pronaf, totalizando R$ 890,1 milhões em investimentos.

O banco investiu R$ 1,5 bilhão no setor de micro-finanças por meio do Crediamigo. Investimentos em projetos de infra-estrutura, exemplo do Programa de Aceleração do Crescimento, Transnordestina e Parcerias Público-Privadas, além dos financiamentos ao comércio exterior em decorrência da carência de crédito, atingiram a soma de R$ 1,3 bilhão em 2009, crescimento de 83,4% em relação a 2008.

Nenhum comentário:

Mais vistos

Arquivo

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO