sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Rotatividade limita salários dos bancários

A melhoria no nível das negociações trabalhistas ainda não impende à rotatividade de mão de obra, que compromete os ganhos salariais. De acordo com informações do Dieese, a terceirização e a substituição de trabalhadores antigos por novos causam um efeito danoso para a categoria, pois estes profissionais são contratados com salários mais baixos. Com isso, o poder de compra dos trabalhadores não cresce na mesma proporção dos ganhos de produtividade.

Apesar das constantes interferências do movimento sindical para acabar com o problema, essa também é a realidade do setor bancário. Segundo levantamento do Dieese no primeiro semestre deste ano, as instituições financeiras demitiram 18.261 e admitiram 27.309 trabalhadores, porém com remuneração menor como demonstra outra pesquisa da entidade.

No primeiro trimestre deste ano, o Dieese constatou que a remuneração média dos trabalhadores contratados foi 38,04% inferior que as dos trabalhadores demitidos. Por este motivo, o Sindicato dos Bancários da Bahia exigem 11% de aumento real de salário para os funcionários que estão na linha de frente do atendimento produzindo lucro às empresas.

Fonte: Sindicato dos Bancários da Bahia

Nenhum comentário:

Mais vistos

Arquivo

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO