quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Descaso interrompe negociação no BB

O Banco do Brasil chegou ao cúmulo do desrespeito em negociação realizada nesta quinta-feira (23/09). Mais uma vez nenhuma proposta foi apresentada pela direção da instituição financeira. Diante da posição, o Comando Nacional interrompeu os debates e se retirou da reunião.

Assim como nos bancos privados, a tendência é de paralisação também nos públicos a partir de quarta-feira (29/09). A greve só poderá ser evitada se os banqueiros tratarem as reivindicações dos trabalhadores de forma justa e séria.

Entre as demandas específicas do BB, estão o aumento do piso do PCCS (Plano de Cargos, Carreira e Salários), fim dos descomissionamentos com base em uma única avaliação de desempenho, igualdade de direitos, além de soluções para o plano odontológico e os bancos incorporados.

Com relação ao reajuste, a percentagem reivindicada é a mesma para todos os bancários, 11% correspondentes a inflação do período mais 5% de aumento real. “É inacreditável o posicionamento do BB nas negociações. Não tem como um banco que lucra R$ 5,1 bilhões apenas em um semestre negar nossas propostas”, diz o diretor do Sindicato da Bahia, Olivan Faustino.

Nenhum comentário:

Mais vistos

Arquivo

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO