sábado, 9 de outubro de 2010

Fenaban propõe pouco e greve continua forte

Em negociação neesse sábado, a Fenaban, novamente, não apresentou proposta que possa ser considerada suficiente pelos bancários.

A Fenaban propôs um reajuste de 6,5% para os que ganham até R$4.100 e um valor fixo de R$266,50 para os salários superiores a esse valor. Também apresentou um reajuste de apenas 6,5% para todas as demais verbas e auxílios, bem como para a PLR, que seguiria o mesmo modelo de 2009.

A única novidade interessante foi a proposta de um reajuste diferenciado no piso salarial da categoria, de 9,82%, o que o elevaria a R$1.180.

O Comando Nacional dos Bancários rejeitou a proposta dos banqueiros, por ser insuficiente para atender aos anseios dos trabalhadores.

Nova rodada de negociação foi agendada para segunda-feira, dia 11 de outubro, às 11h, em São Paulo.

As reuniões marcadas para segunda às 10h, com a Caixa e e o Banco do Brasil permanecem agendadas.

Também foram confirmadas negociações, dia 11, com o Banco da Amazônia (10h) e com o BNB (15h).

Até que os banco apresentem uma proposta decente aos bancários, a greve continua.

Nenhum comentário:

Mais vistos

Arquivo

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO