terça-feira, 25 de setembro de 2012

Fenaban oferece 7,5% de reajuste. Comando Nacional avalia a proposta


Em rodada de negociação iniciada na tarde desta terça-feira (25/9), em São Paulo, com os bancários, a Fenaban apresentou a contraproposta de 7,5% de reajuste   para os salários (aumento real de 2%) e de 8,5% para piso, vales alimentação e refeição (2,95% de aumento real).   

A parte fixa da PLR e o teto do adicional subiriam 10% (aumento real de 4,37%). Assim, os R$ 1.400 fixos da regra básica chegariam a R$ 1.540. E o teto do adicional de R$ 2.800 para R$ 3.080. 

O Comando Nacional dos Bancários está reunido para avaliar a proposta . 

As negociações específicas de Banco do Brasil e Caixa ainda serão realizadas após os debates com a Fenaban. 

Pela nova proposta da Fenaban, as cláusulas econômicas da Convenção Coletiva dos Bancários ficariam assim: 
  

Reajuste - 7,5% (aumento real de 2,02% pelo INPC). 
  
Piso - R$ 1.519 (reajuste de 8,5%, o que significa 2,95% de ganho real). 

Caixa - R$ 2.056,89 (8,5% de reajuste). 
  
Auxílio-refeição - R$ 472,15 (R$ 21,46 por dia), o que representa reajuste de 8,5%. 
  
Cesta-alimentação e 13ª cesta-alimentação - R$ 367,90 (reajuste de 8,5%). 

PLR - Regra básica: 90% do salário mais R$ 1.540 fixos (reajuste de 10%), com teto de R$ 8.414,34 (reajuste de 10%). Caso a distribuição do lucro líquido não atinja 5% com o pagamento da regra básica, os valores serão aumentados para 2,2 salários, com teto de R$ 18.511,54 (10% de reajuste). 

PLR adicional - 2% do lucro líquido distribuídos linearmente, com teto de R$ 3.080 (reajuste de 10%). 
  
Antecipação da PLR - 54% do salário mais valor fixo de R$ 924,00, com teto de R$ 5.166,01 e parcela adicional de 2% do lucro líquido do primeiro semestre distribuído linearmente, com teto de R$ 1.540,00. 
  
A primeira parcela da PLR será paga até dez dias após a assinatura da Convenção Coletiva e a segunda até 1º de março de 2013. 

Nenhum comentário:

Mais vistos

Arquivo

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO