quinta-feira, 15 de agosto de 2013

Comando dos bancários e Fenaban negociam emprego

A campanha salarial começou mal. Depois de dois dias debates, os banqueiros negaram tudo sobre condições de trabalho, saúde e segurança. Agora, o Comando Nacional dos Bancários e a Fenaban (Federação Nacional dos Bancos) voltam a se reunir, hoje e amanhã (16/08), para negociar o fim das demissões em massa, a ampliação das contratações e o combate à terceirização.
 
Diferentemente dos demais setores que, mesmo em ritmo um pouco mais lento, acompanham o crescimento do país, o setor bancário, o mais lucrativo da economia nacional, é o que menos oferece oportunidades ao brasileiro. Os dados mostram.

No primeiro semestre, foram eliminados 1.957 postos de trabalho, de acordo com o Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados). Se analisados os números desde a década de 90, o resultado é ainda mais devastador.

No início dos anos 90, o Brasil tinha mais de um milhão de bancários. Hoje, em pouco mais de 20 anos, são menos de 500 mil. Demissões que não se justificam, principalmente pelo tamanho do lucro, sempre em curva ascendente.

Nenhum comentário:

Mais vistos

Arquivo

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO