quinta-feira, 8 de agosto de 2013

Mobilização contra o PL da terceirização ganha força

A mobilização contra a regulamentação da terceirização a cada dia ganha mais força. Diversas categorias se unem para impedir que uma injustiça seja cometida e que o projeto de lei que regulamenta a prática seja votado e aprovado. Os trabalhadores realizaram manifestação, nesta terça-feira (06/08), no Stiep, para protestar contra o PL 4330. Na oportunidade, outras bandeiras foram levantadas, como salários justos e melhores condições de trabalho.



"É pela nossa insatisfação que estamos fazendo a paralisação. Os acordos propostos até então são irrisórios, além disso, não aceitamos retrocesso no processo democrático", ressalta o presidente da CTB-BA, Aurino Pedreira. O Sindicato da Bahia, que defende o fim da terceirização há anos, não podia ficar de fora. Diversos diretores da entidade participaram do protesto. O presidente Euclides Fagundes lembrou que a derrubada do PL é uma das reivindicações da campanha salarial deste ano.

O diretor de Comunicação e Imprensa do SBBA, Adelmo Andrade, ressaltou que o ato tem ainda o objetivo de pressionar o Congresso Nacional a atender a pauta dos trabalhadores, que inclui o fim do fator previdenciário, que reduz em até 40% o valor da aposentadoria, e a redução da jornada para 40 horas sem diminuição de salários. A previsão é que outros protestos aconteçam. Os próximos estão previsto os dias 13 e 14, em Brasília. O calendário ainda prevê uma grande mobilização nacional com greves e paralisações, em 30 de agosto.


Nenhum comentário:

Mais vistos

Arquivo

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO