segunda-feira, 23 de setembro de 2013

BB faz ameaça para enfraquecer a greve

Por ser público, o Banco do Brasil deveria cumprir o papel social e ajudar efetivamente os trabalhadores e o país. Mas, o que se observa é que a instituição financeira vem seguindo a lógica dos privados, onde a responsabilidade é só com o capital. Uma prova são as ameaças feitas para tentar enfraquecer a greve, um movimento legítimo garantido pela Constituição Federal.

Em dois comunicados publicados no site, a direção assedia os funcionários e reitera, sob o pretexto de prestar esclarecimentos, que pode demitir por ato de gestão. O caso é grave e mostra a inversão nos bancos públicos. As empresas oficiais têm de cumprir o papel social e não seguir a lógica do mercado, do lucro pelo lucro. 


Tem mais, a prática é ilegal e será denunciada ao Ministério Público do Trabalho. “O BB prefere intimidar a negociar com seriedade. O fato mostra o desrespeito com o trabalhador, que com dedicação e eficiência garantiu que o banco tivesse lucro líquido de R$ 10,03 bilhões no primeiro semestre”, diz Olivan Faustino, bancário classista, representante da FEEB-BA/SE nas negociações do BB, lembrando que o movimento grevista vai ser ampliado. 

Nenhum comentário:

Mais vistos

Arquivo

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO