terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

Conselho de Comunicação da Bahia planeja ampliar atuação no 2º biênio


Pioneiro no Brasil, o Conselho de Comunicação da Bahia iniciou as atividades do segundo biênio nesta quarta-feira (19/2) com a posse dos novos integrantes. São 27 conselheiros que representam o poder público e a sociedade civil nas discussões sobre políticas públicas para o setor.

“O primeiro biênio, iniciado em 2012, cumpriu a tarefa de garantir a institucionalização do Conselho. A nossa expectativa, é de que neste segundo mandato, o Conselho possa efetivamente começar a intervir na elaboração de políticas públicas do governo do estado que apontem no sentido da democratização da comunicação”, ressaltou o secretário de Comunicação da CTB Bahia, o bancário classista Emanoel Souza, em seu segundo mandato como representante da sociedade civil no Conselho.


Entre os conselheiros titulares estão também o bancário classista Adelmo Andrade do Centro de Mídia Alternativa Barão de Itararé, o sub-editor do Portal Vermelho na Bahia Fernando Udo, além de representantes de entidades como Sindicato dos Jornalistas da Bahia -Sinjorba, Coletivo Intervozes, Sindicato dos Trabalhadores em Rádio e Televisão - Sinterp e do Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação - FNDC . A APLB Sindicato, o Sindsaúde Bahia, a Unegro, UBM e a UJS participam das reuniões como suplentes.

Criado em 2011, como principal demanda da 1ª Conferência Estadual de Comunicação, o Conselho da Bahia foi o primeiro do segmento no Brasil. Na solenidade desta quarta-feira, o governador Jaques Wagner voltou a lembrar que o Conselho nada tem a ver com censura. É um espaço democrático de discussão. “Comunicação de qualidade é direito do cidadão e nós temos trabalhado nesse sentido. Todos que têm assento nesse Conselho têm alguma forma de militância na área, e minha expectativa é positiva quanto à contribuição que podem dar a comunicação”, afirmou.

O Conselho de Comunicação Social da Bahia se reúne trimestralmente. Nesses encontros são criados grupos temáticos que discutem e propõem medidas voltadas para esses temas específicos. As propostas, então, são novamente levadas ao Conselho, de onde podem sair sugestões de políticas públicas para a comunicação no estado.

Entre as atividades desenvolvidas no primeiro biênio estão os Diálogos de Comunicação, o Ciclo Baiano de Formação em Audiovisual e o 1º Fórum Baiano de Comunicação e Democracia.

Fonte: CTB

Nenhum comentário:

Mais vistos

Arquivo

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO