segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

82 anos do Sindicato dos Bancários da Bahia


Há 82 anos nascia uma das mais importantes entidades sindicais do país. Fundamental no processo de fortalecimento e unidade da categoria, o Sindicato dos Bancários da Bahia ao longo do tempo mantém o posicionamento firme e tem feito uma luta vitoriosa em defesa dos trabalhadores.

Desde a fundação, em 4 de fevereiro de 1933, o SBBA sempre esteve engajado em buscas de avanços e conquistas para os bancários. A mobilização é pela garantia de emprego, recuperação das perdas salariais, melhores condições de trabalho, igualdade de oportunidades e segurança. 

A entidade, no entanto, vai mais além. A preocupação é com toda a sociedade. Por isso, também entra na briga pela redução dos juros e das tarifas, pela inclusão bancária e por contratações para garantir atendimento humanizado à população. 

Apesar dos inegáveis progressos, a certeza é de que o desafio continua. E a bela trajetória de luta classista vai chegar ainda mais longe.


Compromisso com o Brasil

O compromisso do Sindicato da Bahia não é só com os bancários. A entidade quer mudanças sociais e econômicas no Brasil. 

O SBBA não se calou durante a ditadura militar e teve papel de destaque pelas Diretas Já, impeachment de Fernando Collor e na eleição de Lula, primeiro presidente vindo do movimento sindical. 

Mas, não para por aí. Hoje, o Sindicato luta pela democratização dos meios de comunicação, reforma política, redução das desigualdades sociais, fim da terceirização, respeito às diversidades, além da manutenção e ampliação dos direitos trabalhistas. Inclusive, mantém a posição de não aceitar retrocessos nesse sentido, diante das recentes ameaças.

Modernidade e experiência

O Sindicato dos Bancários da Bahia acompanha todas as transformações ocorridas no mundo. Tudo para atender ao associado com eficiência. Neste ano, como não podia deixar de ser, vem muita coisa boa por aí.

A entidade vai ficar ainda mais moderna. Sem largar de mão a tão necessária experiência adquirida ao longo de 82 anos. O bancário terá uma série de boas surpresas.

Assim como há 25 anos, quando o Sindicato ousou e lançou o único jornal diário dos movimentos sociais do país, O Bancário. Anos depois, outros avanços, com o programa de TV Agência Cidadania e o site. 

Mais adiante surgiram as redes sociais e, no ano passado, os bancários entraram nas ondas do rádio. Tem ainda o Centro de Memória, que mantém viva a história de luta dos trabalhadores brasileiros e o Jurídico, totalmente repaginado. Agora é só aguardar o que está por vir. 

Nenhum comentário:

Mais vistos

Arquivo

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO