quinta-feira, 22 de outubro de 2015

Caixa desrespeita a greve legítima

Ao invés de tratar a campanha salarial com seriedade, sentar à mesa para negociar e atender à pauta de reivindicações dos empregados, a Caixa desrespeita o direito legítimo de greve.

Sem o menor pudor, a superintendência do banco assedia os gerentes e cobra o cumprimento de metas, mesmo no período de paralisação. Prática antissindical, que fere o direito do empregado de participar do movimento paredista.

A pauta específica da Caixa é extensa. Com muitas pendências. Mesmo assim, a instituição financeira segue o script dos outros anos e espera posicionamento da Fenaban (Federação Nacional dos Bancos) para só então se pronunciar, o que deve acontecer nesta quinta-feira (22/10). 

Nenhum comentário:

Mais vistos

Arquivo

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO