quinta-feira, 8 de outubro de 2015

Greve conta o apoio da população

A luta dos bancários não se restringe apenas a categoria. É também por atendimento digno à população e segurança. Os clientes entendem e nesta terça-feira (06/10), primeiro dia de greve, demonstraram total apoio à mobilização.  


Os juros altos e falta de segurança são os pontos mais lembrados pela maioria dos consumidores. É o caso de Antônia Coutinho, correntista do HSBC. "As taxas são elevadíssimas. Trabalhamos muito para realizar o pagamento dessas cobranças e não vejo retorno. A insegurança está aí para comprovar. Somos reféns do medo".


A falta de funcionários também chama a atenção dos clientes e muitos se assustam quando informados sobre o número de demissões entre janeiro e agosto. No total 6.054. Sem empregados para agilizar o atendimento, as agência vivem lotadas. 

"Os bancos estão sempre cheios. Não tem funcionário suficiente para realizar o atendimento. Muita gente quer trabalhar, mas as empresas não contratam", diz Maria São Pedro Silva, cliente do Bradesco.

As organizações financeiras podem fazer mais por todo o conjunto da sociedade, mas se negam. Portanto, bancários e a população se unem no enfrentamento. 

Nenhum comentário:

Mais vistos

Arquivo

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO