terça-feira, 24 de novembro de 2015

Sindicato de Sergipe vai intensificar luta por mais emprego na Caixa

Enquanto faltam empregados nas unidades da Caixa Econômica Federal, mais de 30 mil aprovados em concurso aguardam convocação. Em Sergipe, dos 342 concursados, o banco admitiu apenas oito.

Para pressionar a CAIXA, o Sindicato dos Bancários de Sergipe (SEEB/SE) fará ato no próximo dia 25, na porta da agência Serigy, com coleta de assinaturas em abaixo-assinado cobrando mais empregados para as agências do banco. Até agora, de todo o Brasil, foram coletadas cerca de 20.500 assinaturas. O objetivo é conquistar 80 mil assinaturas.

"Se depender da disposição dos bancários, bancárias, familiares e dos concursados do Estado de Sergipe, vamos mudar essa história. A redução de funcionários e funcionárias tem gerado sobrecarga e adoecimentos no trabalho e filas intermináveis dentro das agências da CAIXA", afirma a presidenta do SEEB/SE, Ivânia Pereira.


A diretora do SEEB/SE e funcionária da CAIXA, Rosi Santos, diz que a luta por mais emprego no banco público fez parte da pauta recente da Campanha Nacional dos Bancários, encerrada o mês passado. "Após a nossa histórica longa greve, os sindicatos e federações da categoria estarão intensificando a mobilização da campanha por mais contratações na CAIXA. Além de protestos nas ruas, a luta será redobrada no Judiciário, no Ministério Público e no Congresso", afirma Rosi Santos.

"Além das novas contratações, a nossa luta tem a missão de barrar iniciativas, como o PLS 555/2015, que ameaça a Caixa 100% pública, e o PLC 30/2015, que permite a terceirização da atividade fim e ameaça, sobremaneira, a nossa categoria", afirma Rosi.

O reforço da campanha por mais emprego na CAIXA foi tema de reunião realizada este mês, na sede da Fenae, em Brasília. O encontro reuniu representante da Comissão Executiva dos Empregados da Caixa Econômica Federal (CEE/Caixa) e líderes de comissões de aprovados no concurso público realizado em 2014.

"Vamos manter acesa a luta por mais emprego na CAIXA. Vamos divulgar as iniciativas como a ação protagonizada pela Procuradoria Regional do Trabalho da 10ª Regional, que deu prazo de 20 dias para que o banco apresente cronograma de contratação dos aprovados no concurso público realizado em 2014 ou estudo em que dimensione as admissões a serem feitas até dezembro deste ano", festeja a sergipana Rosi Santos.

Saiba Mais

Segundo as lideranças sindicais, a CAIXA tem autorização para atuar com até 103 mil trabalhadores. Porém, conta atualmente com menos de 98 mil empregados. Uma média de 23 trabalhadores por unidade, a pior situação desde 2003.

A Caixa tem hoje menos de 98 mil trabalhadores. No final de 2014, eram mais de 101 mil. Quando o ACT 2014/2015 foi assinado e a empresa se comprometeu a contratar mais 2 mil empregados, esse total chegaria a pelo menos 103 mil. Em contrapartida, com a realização do Plano de Apoio à Aposentadoria (PAA/2015), mais de 3.200 deixaram o banco.

Em 2014, a Caixa realizou um dos maiores concursos públicos da história. Foram quase 1,2 milhão de inscritos, dos quais 32.879 foram aprovados. Até o momento, apenas 3.182 foram convocados (9,67% do total) e apenas 2.482 admitidos (7,54% do total). Neste ano não houve uma convocação sequer em fevereiro, março, julho, agosto e setembro.


Nenhum comentário:

Mais vistos

Arquivo

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO